Liturgia diária › 17/12/2017

3º Domingo do Advento

1ª Leitura – Is 61,1-2a.10-11

Exulto de alegria no Senhor.

Leitura do Livro do Profeta Isaías 61,1-2a.10-11 1

O Espírito do Senhor Deus está sobre mim,
porque o Senhor me ungiu;
enviou-me para dar a boa-nova aos humildes,
curar as feridas da alma,
pregar a redenção para os cativos
e a liberdade para os que estão presos;
2a para proclamar o tempo da graça do Senhor.
10 Exulto de alegria no Senhor
e minh’alma regozija-se em meu Deus;
ele me vestiu com as vestes da salvação,
envolveu-me com o manto da justiça
e adornou-me como um noivo com sua coroa,
ou uma noiva com suas jóias.
11 Assim como a terra faz brotar a planta
e o jardim faz germinar a semente,
assim o Senhor Deus fará germinar a justiça
e a sua glória diante de todas as nações.
Palavra do Senhor.

Salmo – Lc 1,46-48.49-50.53-54 (R. Is 61,10b)

R. A minh’alma se alegra no meu Deus.

46 ‘A minha alma engrandece o Senhor,*
47 e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador,
48 porque olhou para a humildade de sua serva.*
Doravante todas as gerações me chamarão bem-aventurada. R.

49 porque o Todo-poderoso fez grandes coisas
em meu favor.* O seu nome é santo,
50 e sua misericórdia se estende, de geração em geração,*
a todos os que o respeitam. R.

53 Encheu de bens os famintos,*
e despediu os ricos de mãos vazias.
54 Socorreu Israel, seu servo,*
lembrando-se de sua misericórdia. R.

2ª Leitura – 1Ts 5,16-24

Vosso espírito, vossa alma e vosso corpo sejam conservados para a vinda do Senhor.

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Tessalonicenses 5,16-24

Irmãos:
16 Estai sempre alegres!
17 Rezai sem cessar.
18 Dai graças em todas as circunstâncias,
porque esta é a vosso respeito
a vontade de Deus em Jesus Cristo.
19 Não apagueis o espírito!
20 Não desprezeis as profecias,
21 mas examinai tudo e guardai o que for bom.
22 Afastai-vos de toda espécie de maldade!
23 Que o próprio Deus da paz vos santifique totalmente,
e que tudo aquilo que sois
– espírito, alma, corpo –
seja conservado sem mancha alguma
para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo!
24 Aquele que vos chamou é fiel;
ele mesmo realizará isso.
Palavra do Senhor.

Evangelho – Jo 1,6-8.19-28

No meio de vós está aquele que vós não conheceis.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 1,6-8.19-28

6 Surgiu um homem enviado por Deus;
Seu nome era João.
7 Ele veio como testemunha,
para dar testemunho da luz,
para que todos chegassem à fé por meio dele.
8 Ele não era a luz,
mas veio para dar testemunho da luz:
19 Este foi o testemunho de João,
quando os judeus enviaram de Jerusalém
sacerdotes e levitas para perguntar:
‘Quem és tu?’
20 João confessou e não negou.
Confessou: ‘Eu não sou o Messias’.
21 Eles perguntaram: ‘Quem és, então?
És tu Elias?’
João respondeu: ‘Não sou’.
Eles perguntaram: ‘És o Profeta?’
Ele respondeu: ‘Não’.
22 Perguntaram então: ‘Quem és, afinal?
Temos que levar uma resposta para aqueles que nos enviaram.
O que dizes de ti mesmo?’
23 João declarou:
‘Eu sou a voz que grita no deserto:
‘Aplainai o caminho do Senhor`’
– conforme disse o profeta Isaías.
24 Ora, os que tinham sido enviados
pertenciam aos fariseus
25 e perguntaram: ‘Por que então andas batizando,
se não és o Messias, nem Elias, nem o Profeta?’
26 João respondeu: ‘Eu batizo com água;
mas no meio de vós está aquele
que vós não conheceis,
27 e que vem depois de mim.
Eu não mereço desamarrar a correia de suas sandálias.’
28 Isso aconteceu em Betânia além do Jordão,
onde João estava batizando.
Palavra da Salvação.

Reflexão – Jo 1,6-8.19-28

Hoje, durante o Advento, recebemos um convite à alegria e à esperança: «Vivei sempre contentes. Orai sem cessar.. Em todas as circunstâncias, dai graças, porque esta é a vosso respeito a vontade de Deus em Jesus Cristo» (1Tes 5,16-18). O Senhor está próximo: «Minha Filha, teu coração é o céu para Mim», lhe diz Jesus a Santa Faustina Kowalska (e, com certeza, o Senhor queria repetir a cada um dos seus filhos). É um bom momento para pensar em tudo o que Ele fez por nós e agradecer.

A alegria é uma característica essencial da fé. Sentir-se amado e salvo por Deus é um grande gozo; saber que somos irmãos de Jesus Cristo que deu sua vida por nós é o motivo principal da alegria cristã. Um cristão abandonado à tristeza terá uma vida espiritual raquítica, não chegará a ver tudo o que Deus fez por ele e, portanto, será incapaz de comunicá-lo. A alegria cristã brota da ação de graças, sobretudo pelo amor que o Senhor nos manifesta; cada domingo o faz comunitáriamente ao celebrar a Eucaristia.

O Evangelho nos apresenta a figura de João Batista, o precursor. João gozava de grande popularidade entre as pessoas simples; mas, quando lhe perguntam, ele responde com humildade: «Pois, então, quem és? perguntaram-lhe eles. És tu Elias? Disse ele: Não o sou. És tu o profeta? Ele respondeu: Não.» (cf. Jn 1,21); «João respondeu: Eu batizo com água, mas no meio de vós está quem vós não conheceis. Esse é quem vem depois de mim; e eu não sou digno de lhe desatar a correia do calçado.» (Jn 1,26-27). Jesus Cristo é Aquele a quem esperamos; Ele é a Luz que ilumina o mundo. O Evangelho não é uma mensagem estranha, nem uma doutrina entre tantas outras, e sim, a Boa Nova que completa o sentido de toda vida humana, porque nos foi comunicada pelo próprio Deus que se fez homem. Todo cristão está chamado a confessar a Jesus Cristo e a ser testemunha de sua fé. Como discípulos de Cristo, estamos chamados a contribuir como o dom da luz. Más além dessas palavras, o melhor testemunho, é e será o exemplo de uma vida fiel.

Colaboração: Padre Adriano Francisco da Silva, IVE

Fonte: CNBB