Estilo de Vida

10 conselhos de São Bento para melhorar sua vida diária

Aleteia › 04/08/2020

Pode-se ter passado quase 1.500 anos desde a sua morte, mas suas ideias continuam válidas

São Bento de Nursia pode ter vivido 1.500 anos atrás (480-547), mas a sabedoria por ele transmitida em sua Regra ainda ajuda muita gente a trilhar o caminho da santidade.

Esse pequeno livro, disponível em forma de e-book gratuitamente a partir de várias fontes online, reúne seus conselhos – diretrizes que ele mesmo seguiu. Eles vêm de sua experiência da vida cotidiana e de sua visão da natureza humana. Representam um verdadeiro caminho de conversão do coração, um caminho para o renascimento no Espírito que Jesus revelou a Nicodemos. No entanto, não precisamos ser monges ou santos para sermos ajudados por sua perene sabedoria. Aqui estão 10 dicas que podem nos fazer muito bem:

1. “MEUS FILHOS, OUVI-ME”

É assim que a Regra começa. Para ouvir, devemos primeiro manter o silêncio. Para um monge beneditino, falar sem necessidade, sem dizer nada de valor, era censurável. A maioria de nós não está vinculada a esse grau de rigidez, mas o silêncio nos permite refletir sobre nós mesmos e estar mais atentos aos outros, ajuda-nos a ser mais pacíficos e nos coloca na presença de Deus.

2. O TRABALHO AJUDA A TER UMA MENTE SAUDÁVEL

“A ociosidade é inimiga da alma”, escreve São Bento. Ele ordenou que seus monges dividissem seu tempo entre o trabalho, a leitura e a oração, de tal maneira que desenvolvessem um corpo, mente e alma equilibrados.

3. TRANSFORME CADA TAREFA EM ORAÇÃO

Para São Bento, toda tarefa participa da obra criadora de Deus e dos sofrimentos de Cristo. O trabalho deve ser considerado um serviço aos outros e uma forma de oração.

4. NOSSOS DIAS DEVEM SEGUIR UM RITMO

Em um mosteiro, a Regra impõe um tempo para tudo: oração, trabalho, leitura, reflexão… Esses princípios antigos ainda estão sendo ensinados como parte das habilidades de administração do tempo em escolas de negócios e em livros de auto-ajuda, que nos encorajam a estabelecer certos princípios e os horários de início e fim de cada tarefa.

5. SEJA ATENCIOSO COM OS OUTROS

Para São Bento, o respeito deve caracterizar todos os nossos relacionamentos com outras pessoas. “Que todos sejam recebidos como Cristo”, diz ele, falando sobre os visitantes, “especialmente os pobres e os viajantes”. Se formos todos atenciosos uns com os outros – até mesmo com nossos inimigos – contribuiremos para construir um mundo que reflita o amor de Deus.

6. PRATICAR A DISCIPLINA

O santo abade dizia a seus monges para que eles parassem o que estavam fazendo pontualmente quando chegasse a hora de passar para outra tarefa, embora possa ser difícil fazê-lo; mas se deve fazê-lo em obediência à vontade de Deus. Podemos não ter um abade nos dizendo qual é o nosso cronograma, mas nos obrigarmos a seguir um cronograma bem planejado realmente nos liberta da escravidão do improviso e dos impulsos.

7. LEIA FREQUENTEMENTE PARA ALIMENTAR SUA MENTE E ALMA

São Bento indicava que seus monges dedicassem uma parte importante de seu dia à leitura das Escrituras ou outros livros edificantes, em intervalos de períodos de trabalho, oração e durante as refeições. Ler bons livros pode nos dar novas ideias, tornar-nos mais empáticos, ampliar nossa mente e nos ensinar a sabedoria do passado e do presente.

8. ENTENDER E RESPEITAR SUAS PRIORIDADES PRÓPRIAS

Para os monges, a maior prioridade é buscar a Deus, especialmente na oração. Tudo na Regra está organizado em torno desse princípio. São Bento repete isso em formulações ligeiramente diferentes. Precisamos saber quais são nossas prioridades e respeitar essas prioridades na forma como usamos nosso tempo.

9. FAÇA AS PAZES COM OS OUTROS

De várias maneiras e circunstâncias, São Bento exorta seus monges a se desculparem sempre que ofenderem outras pessoas. Ele os lembra a palavra da Sagrada Escritura que diz para “buscar a paz” e, “em caso de discórdia com qualquer um, fazer as pazes antes do pôr do sol”. Isso nos ajuda a crescer em bondade, além de contribuir para a estabilidade da comunidade.

10. VIVA CADA DIA COMO SE FOSSE O ÚLTIMO

O santo abade dizia a seus monges para “manter a morte diante de seus olhos diariamente”. Isso nos ajuda a lembrar de nossas prioridades e a focar nos aspectos essenciais.

Podemos não ser monges, mas os monges também são pessoas, e a natureza humana não muda. A visão de São Bento sobre a humanidade continua valiosa hoje em dia. Espero que essas dicas nos iluminem ou nos lembrem de maneiras pelas quais podemos ser pessoas mais felizes e melhores, com a ajuda de Deus.

Por Aleteia

Comentários

*O Católico Digital não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Newsletter

Cadastre-se e receba as últimas notícias do Católico Digital diretamente em seu e-mail!