Paróquias

Festa de Nossa Senhora do Carmo ocorre de 7 a 16 de julho em Itu

Católico Digital › 16/07/2019

A Igreja Nossa Senhora do Carmo celebra de 7 a 16 de julho as festividades em louvor a sua padroeira, em Itu (SP).

Com o tema “Fazei tudo o que Ele vos disser”, a programação religiosa conta com novena, de 7 a 15 de julho, com missas às 18h. No dia 16 de julho, dia de Nossa Senhora do Carmo, a missa solene ocorre às 18h, seguida de procissão.

Já a tradicional quermesse, com diversas barracas, acontece nos dias 6, 7, 13 e 14 de julho.

A Igreja do Carmo está localizada à Praça da Independência, nº 185, no Centro, em Itu (SP).

Mais informações pelo telefone (11) 4023-1919.

Nossa Senhora do Carmo 

A devoção a Nossa Senhora do Carmo está ligada ao Monte Carmelo, local onde o profeta Elias tinha muitas de suas visões.

No ano 93 depois de Cristo, monges construíram sobre o Carmo, abreviatura de Carmelo, uma capela em louvor à Virgem Maria. O local permaneceu ao longo dos tempos como residência e ponto de peregrinação de monges e religiosos.

No século XII, alguns eremitas franceses, dirigidos por São Bertoldo acabaram fundando a Ordem de Nossa Senhora do Carmo. Foi assim que surgiu a Ordem dos Carmelitas, que tem a Virgem do Carmo e o profeta Elias, como seus patronos.

A Ordem dos Carmelitas se expandiu para a Europa, inclusive na Inglaterra. Nesta época, a Ordem sofria muitas perseguições, internas e externas. Foi quando, Simão Stock, superior da Ordem, pediu a ajuda de Maria. A Virgem do Carmo, cercada de anjos, teria então aparecido à sua frente, dando seu apoio e entregando-lhe o Escapulário do Carmo, como símbolo de sua união com os monges, prometendo salvação e vida eterna à todos que o usassem. Era o dia 16 de julho de 1251 e a aparição se deu em Cambridge, na Inglaterra.

O grande crescimento da Ordem se deu graças à instituição do Escapulário de Nossa Senhora do Carmo, cujo uso se popularizou, em todo o mundo católico, pela fé e devoção à Maria Santíssima que conduz ao Cristo Jesus. O Papa Pio XII recomendou a devoção ao escapulário, símbolo da proteção da Mãe de Deus.

Comentários

*O Católico Digital não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Newsletter

Cadastre-se e receba as últimas notícias do Católico Digital diretamente em seu e-mail!