Paróquias

35º Festa de São Cristóvão ocorre de 20 a 29 de julho em Itu

Católico Digital › 23/07/2018

Este ano, a programação da festa conta com novena, procissão motorizada, quermesse com diversas barracas, leilão, costelão na brasa e shows musicais 

A Paróquia São Cristóvão celebra de 20 a 29 de julho as festividades em louvor ao seu padroeiro, em Itu (SP).

A programação religiosa conta com novena, de 20 a 28 de julho, com missas durante a semana, às 19h, aos sábados, às 18h, e aos domingos, às 9h30 e 18h no dia 22 de julho, e às 8h e 18h no dia 29 de julho.

A tradicional procissão motorizada ocorre no dia 29 de julho, às 9h30, com saída da Avenida Caetano Ruggieri, percorrendo as ruas Avenida Nove de Julho, Avenida Octaviano Pereira Mendes, Rua Leonardo Piunti, Avenida Eugen Wissmann, Avenida Francisco Ernesto Favero, Avenida Tiradentes, Avenida Engenheiro Giani Palenga e Rua Dino Bordini, retornando à Avenida Caetano Ruggieri até a Igreja de São Cristóvão.

Já a quermesse, acontece nos dias 21, 22, 28 e 29 de julho, com diversas barracas, com comidas típicas, e shows musicais em todas as noites, a partir das 21h. Nos domingos, 22 e 29 de julho, haverá ainda almoço com costelão na brasa, além do tradicional leilão, que ocorre no dia 22 de julho, às 11h.

Confira a programação completa:

20/07 (6ª feira): 1º Dia da Novena
19h: Missa de abertura da Novena de São Cristóvão (Pe. Robinson Adolfo Veronezze – Pároco – Itu/SP)
Tema: “São Cristóvão mostra-nos o caminho pelo exemplo de sua vida”
Participação do Terço da Família e Comunidade em Geral.

21/07 (sábado): 2º Dia da Novena 
18h: Missa (Fr. Cláudio de Camargo, OSA – Provincial da Ordem de Santo Agostinho da Província Brasileira – São Paulo/SP)
Tema: “São Cristóvão ensina-nos a partilhar, para termos vida em abundância”
Participação dos Vicentinos e Comunidade em Geral.

18h: Abertura das Barracas

21h: Show com Deuber e Leandro

22/07 (domingo): 3º Dia da Novena
9h30: Missa (Pe. Clóvis Wilson Fontela – Capelão dos Hospitais – Jundiaí/SP e Capelão do C.D.P (Centro de Detenção Provisória) – Jundiaí/SP)
Tema: “Nossa fé testemunha o evangelho no seguimento a Jesus Cristo”
Participação da Comunidade em Geral.
Obs.: Neste dia será implantada a Pastoral dos Surdos na Paróquia São Cristóvão.  Missa com interpretação em Libras (Língua Brasileira de Sinais), coordenado pela Professora Ana Maria Alves da Silveira.

11h: Leilão e almoço com costelão na brasa e música ao vivo com Luiz Ferreira.

18h: Santa Missa
18h: Abertura das Barracas

21h: Show com Gustavo Silveira

Obs.: neste dia haverá somente as missas das 9h30 e 18h.

23/07 (2ª feira): 4º Dia da Novena
19h: Missa (Pe. João Estevão da Silva – Pároco da Paróquia São Roque – Jundiaí/SP)
Tema: “Família: sua identidade e missão na sociedade”
Participação da Pastoral Familiar, grupo de apoio S.O.S. Família, Casais de 2ª União e Comunidade em Geral.

24/07 (3ª feira): 5º Dia da Novena
19h: Missa (Pe. Francisco Antônio Rangel de Barros – Pároco da Paróquia Santa Terezinha do Menino Jesus – Arquidiocese de São Paulo/SP)
Tema: “São Cristóvão, grande catequista. Desperta em nós a vontade de sermos discípulos de Jesus Cristo”
Participação da Pastoral da Iniciação Cristã: Batismo, Pré-catequese, Eucaristia, Crisma e Comunidade em Geral.

25/07 (4ª feira): 6º Dia da Novena – Dia de São Cristóvão 
19h: Missa Solene (Pe. Wagner Ferreira Pereira – Pároco da Paróquia Santa Luzia – Campo Limpo Paulista/SP)
Tema: “São Cristóvão, presença de fé e sinal de amor entre nós”
Participação dos Coroinhas, Acólitos, Ostiárias, Ministros da Sagrada Comunhão Eucarística e Comunidade em Geral.

26/07 (5ª feira): 7º Dia da Novena
19h: Missa (Pe. Alberto Simionato – Reitor do Núcleo Filosófico Dom Joaquim Justino Carreira – Jundiaí/SP)
Tema: “O planeta entrega a todos nós toda a riqueza e beleza. Desperta em nós, oh! São Cristóvão, a responsabilidade para com o mesmo”
Participação das Comunidades: Capela Santa Terezinha, Capela Santo Expedito (Jacu), Capela do Sagrado Coração de Jesus (Jacu) e Capela N. S. Aparecida (Rodovia Arquimedes Lamoglia) e Comunidade em Geral.

27/07 (6ª feira): 8º Dia da Novena
19h: Missa (Pe. Francisco Carlos Caseiro Rossi – Reitor do Núcleo Teológico Dom Gabriel Paulino Bueno Couto – Jundiaí/SP)
Tema: “Eis-me aqui, Senhor, envia-me para anunciar e testemunhar o evangelho a serviço da missão, fazendo discípulos entre todas as nações”
Participação das Santas Missões Populares, Movimento RCC, Movimento de N. S. Shoenstatt, Movimento do Apóstolo de Oração, Pastoral da Saúde e Comunidade em Geral.

28/07 (sábado): 9º Dia da Novena
18h: Missa (Pe. Raimundo Aristides Silva – Congregação Cônegos Regulares Lateranense – Bom Jesus de Pirapora/SP)
Tema: “Pai Santo anime a todos nós a sermos grandes missionários, do jeito do nosso padroeiro”
Participação da Liturgia, Grupos de Canto, Pascom, Som, Data Show, Pastoral do Dízimo e Comunidade em Geral.

18h: Abertura das Barracas

21h: Show com Vila Tchê

29/07 (domingo)
8h: Missa Solene (Pe. Robinson Adolfo Veronezze – Pároco – Itu/SP)
Tema: “São Cristóvão, Santo e servidor. Interceda por toda a Paróquia e Comunidades e por toda a região pastoral da cidade de Itu”
Participação da Comunidade em Geral.

9h30: Procissão Motorizada, com a bênção dos motoristas e carros

10h: Abertura das barracas e almoço com costelão na brasa e música ao vivo com Denis Vieira.

18h: Missa em Ação de Graças (Pe. Wagner Marques – Administrador Paroquial da Paróquia São José – Jundiaí/SP)
Participação da Pastoral da Juventude e  Comunidade em Geral.

18h: Abertura das Barracas

21h: Show com Pedro Henrique e Renato

Obs.: neste dia haverá somente as missas das 8h e 18h.

A Paróquia São Cristóvão está localizada à Avenida Caetano Ruggieri, nº 2.325, no Parque Nossa Senhora da Candelária, em Itu (SP).

Mais informações pelo telefone (11) 4022-0551.

São Cristóvão

São Cristóvão é o padroeiro dos motoristas e, por extensão, dos viajantes. Segundo a lenda grega, São Cristóvão era um bárbaro antropófago, da tribo dos cinocéfalos – homens com cabeça de cão – que se converteu, foi engajado nos exércitos imperiais e se recusou a apostatar, morrendo sob inomináveis torturas.

A lenda ocidental, apresenta-o diferentemente: um gigante com mania de grandezas. Servindo um rei poderoso, que, supunha, fosse o maior da terra, deixou-o, quando soube que Satanás era maior e mais poderoso.

Ouvindo qualquer coisa a respeito de Jesus, muitíssimo superior a Satanás, Cristóvão procurou informar-se. Buscou elucidações com um ermitão, e ficou sabendo que Nosso Senhor era absolutamente o reverso do demônio, apreciando os homens pela bondade para com o próximo, não pela grandeza.

Tendo-se fixado à beira de um rio caudaloso, para fazer bem aos semelhantes, propôs-se atravessar de uma margem a outra aqueles que disso necessitavam, valendo-se da força imensa de que era dotado.

Uma noite, um belo menino solicitou os préstimos do gigante. Cristóvão tomou-o nos ombros e iniciou a travessia da corrente.

À medida que avançava pelas águas, mais aquela tenra criaturinha lhe pesava assustadoramente. Que significava aquilo? Como pesava! Era de derrear! Dir-se-ia que levava aos ombros o peso do mundo! E o gigante, arfando e bufando, arrimado no bordão que arcava ao estranho peso, depois de lutar contra a fadiga, todo cansaço, conseguiu atingir a margem oposta, que levara um tempo infindo para ser alcançada.

Limpando o suor do rosto afogueado, Cristóvão, de narinas dilatadas, sorvendo sofregamente o ar que lhe fugia dos pulmões, exclamou ao menino, já em terra firme:

– O mundo não é mais pesado do que tu!

E o menino, sorrindo-lhe muito docemente, retrucou:

– Tu levaste sobre os ombros, mais do que o mundo todo – levaste o seu Criador! Eu sou o Jesus a quem tu serves!

Mais tarde, por aquele Jesus que teve a sublime ventura de transportar às costas, o bom gigante inabalavelmente daria a vida, sem se importar com a crueldade dos algozes.

São Cristóvão logo passou a ser invocado pelos condutores de veículos e pelos viajantes, e a fórmula Christophorum videas, postea tutus eas tornou-se comum através dos tempos. E aos que iam viajar, para que o fizessem com segurança e sem atrapalhações, aconselhava-se:

– Olha São Cristóvão e vai tranquilo!

Diz o martirológio, numa síntese:

Na Lícia, São Cristóvão, mártir, que, sob o imperador Décio, tendo sido ferido com varas de ferro e preservado da violência do fogo pelo poder de Jesus Cristo, foi, afinal, atravessado de flechas e recebeu o martírio, pela decapitação (III Século?) (Vida dos Santos, Padre Rohrbacher, Volume XIII, p. 341 à 343)

Oração a São Cristóvão

Ó São Cristóvão, que atravessastes a correnteza furiosa de um rio com toda a firmeza e segurança, porque carregáveis nos ombros o Menino Jesus, fazei que Deus se sinta sempre bem em meu coração, porque então eu terei sempre firmeza e segurança no guidão do meu carro e enfrentarei corajosamente todas as correntezas que eu encontrar, venham elas dos homens ou do espírito infernal.

São Cristóvão, rogai por nós. Amém.

Comentários

*O Católico Digital não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Newsletter

Cadastre-se e receba as últimas notícias do Católico Digital diretamente em seu e-mail!