Entrevistas

Mães que Oram pelos Filhos

Católico Digital › 17/12/2018

“Há muitos anos, Deus me tocava o coração para iniciar um trabalho com mães, mas eu não sabia ao certo como fazer. Foi somente depois de conhecer sobre o grupo de Mães que Oram pelos Filhos, que entendi qual era o caminho a seguir e iniciamos então um pequeno grupo de mães”.

Foi com essa inquietude e inspiração divina que Margarida de Fátima da Silva Christofoletti iniciou um grupo de Mães que Oram pelos Filhos, em Itu (SP).

O grupo nasceu em julho de 2016 na sede da Comunidade Família de Nazaré. Dois anos depois, com o apoio do Pe. Laerte Jamil Rinaldi, o grupo passou a se reunir na Paróquia São José, em Itu (SP).

Com o objetivo de interceder em favor dos filhos e formar mães para serem intercessoras, o grupo de Mães que Oram pelos Filhos procura trabalhar a espiritualidade de cada mãe e também a espiritualidade da família.

Durante os encontros semanais, que ocorrem às terças-feiras, das 16h às 17h, as mães rezam pelos filhos, compartilham da Palavra de Deus e de testemunhos de vida, procurando ouvir umas às outras, acolhendo, orientando e dando assistência por meio da oração.

Atualmente, o grupo é composto por 10 mães e muitas delas testemunham os benefícios em participar dele. “Eu participo do grupo há mais de um ano e recentemente eu perdi meu filho em um acidente de carro e estar neste grupo foi maravilhoso. Primeiro, porque o fato de estar participando do grupo você está se preparando com Deus. Segundo, que você fica tranquila, porque estamos o tempo inteiro orando pelos filhos e eu acredito que não é possível que Deus ouvindo as nossas orações tenha feito uma coisa ruim. Com certeza, Ele fez o melhor”, testemunha Eliana Aparecida de Oliveira Pizzo.

Segundo Eliana, o grupo de Mães que Oram pelos Filhos foi fundamental para superar este momento triste em sua vida, por meio do apoio recebido. “Porque falar de morte no mundo é péssimo, mas falar de morte em Deus é muito diferente”, comenta.

“A mulher tem um papel fundamental na estrutura familiar hoje em dia, na dinâmica da família. A mulher é agregadora, conciliadora, mediadora. Se a mulher está desorganizada, ela desorganiza a família inteira. Por sua vez, se ela cumpre seu papel, ela vê os frutos na sua família”, explica a coordenadora do grupo, Margarida Christofoletti.

Segundo ela, a pedagogia de Deus de trazer as mães para rezarem para os seus filhos tem como primeiro fruto a própria mãe. Nessa busca materna a mãe é a primeira a ser evangelizada e depois passa a anunciar a Boa Nova no seu lar ao seu marido e filhos.

O grupo de Mães que Oram pelos Filhos é aberto para participação de mulheres de todas as idades.

A Paróquia São José está localizada à Praça Dom Gabriel Paulino Bueno Couto, s/n, na Vila São José, em Itu (SP).

Mais informações pelos telefones (11) 99618-3635, com Margarida ou (11) 2715-2480, com Edna.

Mães que Oram pelos Filhos

No Brasil, o movimento de Mães que Oram pelos Filhos nasceu em 30 de março de 2011 com um grupo de mães da Paróquia São Camilo de Léllis, em Vitória (ES). O grupo começou pequeno, com cerca de vinte mães sem formação religiosa, vindas de famílias católicas, que se reuniam uma vez por semana para orar pelos seus filhos.

A demanda inicial foi buscar ajuda e orientação para a educação religiosa dos filhos diante do contexto atual e aprender a orar e interceder por eles. As mães então iniciaram uma caminhada, sem ainda compreender a vocação espiritual de ser mãe.

O projeto foi crescendo e o número de mães começou a aumentar gradativamente, como também as graças recebidas e compartilhadas. O amadurecimento da fé, a evangelização de forma simples e direta se tornaram fortes na vida dessas mães que, além de aprenderem a orar e discernir o que pedir a Deus, se tornaram solidárias, espalhando experiências de forma missionária.

Em maio de 2014, em um Acampamento do Dia das Mães, foi lançado pela Canção Nova o livro “Mães que Oram pelos Filhos – Tudo pode ser mudado pela força da oração”. A partir daí, por meio do livro e do alcance deste canal de televisão, vários grupos nasceram no Brasil e no exterior.

Os encontros do grupo de Mães que Oram pelos Filhos ocorrem semanalmente, às terças-feiras, das 16h às 17h, na Paróquia São José, em Itu (SP).

Comentários

*O Católico Digital não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Newsletter

Cadastre-se e receba as últimas notícias do Católico Digital diretamente em seu e-mail!